EU E A BANANA

images

Vou falar sobre o dia em que fui vítima de racismo pela primeira vez. Falo isso pois antes desse acontecimento eu tinha consciência de que ser branca era melhor do que ser negra porque as crianças bonitas eram todas brancas e tinham cabelo liso, eu sabia que elas eram bonitas pois tinham sua aparência elogiada, enquanto eu não recebia elogios de ninguém, ou seja, ninguém me achava bonita. Minha conclusão, eu então uma menina de seis anos, era de que havia algo errado comigo. Mas eu só tive um nome para essa agonia, que passou a fazer parte de mim desde então, quando eu estava na primeira série.

Foi assim: Um dia abençoado eu levei uma banana para a escola, digo dia abençoado porque eram tempos difíceis, eu sabia que tinha que ser grata por ter uma banana para comer, entretanto, quando eu estava comendo a banana, dois meninos me chamaram de macaca!  Como assim? Foi minha reação foi o silêncio, porque externamente não expressei qualquer reação, fiquei ali, fingindo que nada havia acontecido.

Cheguei em casa naquele dia e falei para minha mãe que eu não levaria mais banana para o lanche da escola porque os meninos me chamariam de macaca se eu comesse banana. Minha mãe achou graça, disse que era para eu continuar levando bananas para a escola e inclusive oferecer a eles. Minha mãe provavelmente queria que eu enfrentasse a situação de cabeça erguida. Infelizmente eu não tinha essa coragem, eu era muito tímida para fazer qualquer coisa.

Eu só voltei a comer banana em público anos depois.

Hoje, reflito que esse “pequeno” incidente e outros durante minha infância e adolescência me marcaram muito. Porém naquela época eu não entendia direito o que estava realmente acontecendo, mas eu podia sentir a dor. Por um tempo me ressenti por minha mãe não ter tido um atitude mais proativa, mas hoje eu entendo que minha mãe cresceu em um tempo diferente, ela foi educada para não questionar o preconceito, mas sim aceitá-lo ou ignorá-lo acreditando que assim sua vida seria mais fácil.

Anos depois, comentei esse ocorrido a um namorado branco quando ele me ofereceu uma banana em público. Ele achou graça e me chamou de exagerada! É tão difícil se relacionar com pessoas que não calçam nossos sapatos.

Meninas lindas, comam banana pois é uma excelente fonte de potássio e mandem os racistas para os seus devidos lugares.

Anúncios